Grandes marcas pelo mundo estão investindo pesado em mapeamento de dados para expandir seus horizontes. Recentemente, a loja francesa de cosméticos, L’occitane, abriu um quiosque em um shopping na Serra Gaúcha. A empresa cresce com uma extensa teia de franqueados em todo Brasil.

A expansão de um PDV, baseada em dados, tem mais possibilidade de ter sucesso.

No último ano, a receita líquida avançou 19,9% no país, mesmo com a recessão, segundo o site Valor Econômico. O sucesso das expansões tem relação com geomarketing, pois os PDVs foram escolhidos a partir de estudos do franqueador e da rede.

Hoje está cada vez mais raro escolher um novo ponto de venda a partir de proposições intuitivas, pois, com o amadurecimento crescente do mercado consumidor, é imprescindível conhecer o seu público e saber exatamente onde encontrá-lo. Se um concorrente vende bem naquela região não é garantido que o seu produto terá o mesmo resultado.

A pergunta que surge em um momento de crescimento é: para onde expandir?

A inteligência de mercado atua de forma a auxiliar a responder essa pergunta utilizando o geomarketingDe início, pode parecer uma ideia complicada, que necessita de diversas análises. Porém, é possível adaptar um estudo de expansão para atender a necessidade de cada tipo de negócio na escolha do melhor local.

Ainda que envolva grandes empresas e multinacionais, o estudo funciona tanto para mercearias quanto para revendas de carros luxuosos. Uma expansão, baseada em dados, tem mais possibilidade de ter sucesso.

Não é incomum ouvir o gerente de uma loja dizendo: “Tenho o valor x para abrir 10 novas lojas este ano”. Expandir de forma errada pode trazer um prejuízo enorme.

Sigamos esse exemplo hipotético para compreender de uma forma simples e prática o estudo de expansão:

Uma loja de calçados do sudeste do país deseja expandir seu alcance de atuação. Alguns PDVs tem um rendimento muito bom, outros nem tanto. A missão é encontrar locais que seriam bons para crescimento nos estados do sul.

O primeiro passo seria identificar o perfil de público que a empresa deseja atingir na abertura de suas novas lojas. Uma forma de fazer isso é analisando o histórico de faturamento daquelas já existentes com uma análise do perfil dos clientes e da região de localização dos estabelecimentos. Após esse diagnóstico, inicia-se a pesquisa das regiões para onde a empresa deseja crescer. Utilizando o NETtool® (plataforma online de geomarketing da Cognatis) é possível mapear as regiões que possuem maior representatividade de público para seus produtos.

A Cognatis trabalha com várias modalidades de projeto de expansão, que se ajustam de acordo com as informações existentes e a necessidade do cliente. Um projeto de expansão, que utiliza dados históricos do negócio, envolve 4 etapas.

A primeira é o mapeamento da demanda observada na rede, a partir das características dos clientes existentes e da população, comércio e infraestrutura da região em que a empresa já está alocada. Após, é feita uma modelagem estatística que relaciona os dados apresentados com as características geodemográficas da vizinhança.

Em sequência, o modelo é aplicado para avaliar qual(is) a região(oes) se aproximam desse perfil encontrado.

Por fim, há uma checagem manual de cada ponto recomendado, levando em conta as características apresentadas desde o objetivo para os negócios até áreas de estudo.

O geomarketing ampara o empreendimento para conhecer quais regiões têm forte presença de seu público-alvo e qual o potencial de mercado de cada uma das localidades.

Vejamos este exemplo:

Uma butique de roupas para bebê procura um bairro com renda média A+ para expandir. O empreendimento existente já tem ótimos resultados e está buscando o melhor local para crescimento. Com geomarketing, é possível mapear quantos domicílios há na região e qual é a renda média. Além disso, é preciso saber quantas crianças na faixa etária de 0 a 2 anos – público-alvo do negócio – existem nesses domicílios.

Ao cruzar esses dados, a empresa descobre que nem toda área com renda A+ tem um potencial consumidor do produto. Isso porque, nem todas as residências tinham crianças na faixa pretendida. Com o resultado do estudo, a assertividade é maior.

Entender seu público, criar modelos preditivos e colocá-los em prática são as principais estratégias para expansão com a entrada de novos PDV’s. Cada ponto deve ser escolhido de acordo com o perfil e, por isso, sendo possível conhecer as áreas corretas para a ampliação do seu empreendimento.

Confira mais artigos sobre o tema:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *