Ao longo dos últimos anos, o uso de dados geoespaciais aumentou significativamente por organizações que buscam analisar eficientemente sua área de atuação. As empresas estão se mexendo para usar ferramentas de geomarketing e tomar melhores decisões de negócios para servir melhor aos clientes e conquistar resultados superiores.

Gerentes e diretores de negócios de uma ampla variedade de setores estão compreendendo as vantagens competitivas que são obtidas a partir da análise de dados geoespaciais.

Confira a seguir alguns exemplos de setores que podem utilizar o geomarketing em seus negócios:

As ferramentas de inteligência geográfica podem ajudar um setor bem específico: o de seguros. Ao determinar as cláusulas de riscos, a seguradora verificará os dados e as especificações da região na qual o contratante reside ou trabalha. Para estabelecer o preço no acordo, serão avaliados índices detalhados que certamente contribuirão para ajustar o valor exato do contrato.

Outro setor que pode se beneficiar com ferramentas de geomarketing é o de instituições financeiras e bancos. Com o uso desses recursos, as instituições podem decidir onde investir em um novo local para construir novas filiais e também analisar se os locais já existentes estão alcançando seu máximo potencial, ao oferecer aos clientes da região os produtos adequados ao seu perfil de consumo, por exemplo. Entender onde os clientes realizam compras rotineiras e os tipos de produtos que costumam adquirir, permitirá às instituições financeiras realizar ofertas que incentivem os consumidores a gastar nas redes varejistas associadas.

O governo estadual e municipal também pode encontrar numerosas vantagens para o uso de serviços de geomarketing. Departamentos de polícia, por exemplo, podem usar ferramentas de inteligência geográfica para tomar decisões mais apuradas sobre quais locais estão mais necessitados em receber recursos de segurança pública. As delegacias podem utilizar essas ferramentas para analisar estatísticas de crimes em cada rua, quarteirão, beco…enfim, em cada centímetro da cidade.

A tecnologia avançou de tal maneira que hoje em dia, muitas das informações são fornecidas em tempo real, permitindo que organizações consigam analisar em tempo recorde as reais necessidades de cada habitante com informações minuciosas e relevantes.

Esses são apenas alguns exemplos da ampla utilização do geomarketing, que permeia desde setores como educação,  governo e saúde a indústria, varejo, franquia , financeiro, dentre outros.

Com Map Info

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *