Ok, 2014 está acabando e é hora de se preparar para os desafios de 2015, sobretudo na economia – o que afeta diretamente os negócios, é claro. Obviamente, é hora de poupar recursos, apostar nos caminhos que garantem maior rentabilidade… bem, a “receita” todo mundo sabe – o que pouca gente conhece, entretanto, é como as ferramentas de geomarketing são essenciais nesse processo.

Por exemplo, você sabe quais são os fatores internos e externos que estão impactando no seu negócio neste momento? Questões como tamanho da região, ticket médio de venda, concentração de renda, perfil demográfico, acessibilidade e facilidade de locomoção são alguns fatores externos.

Quando se trata dos fatores internos, mais uma batelada de aspectos surge – desde a motivação do time de vendas, cobertura de territórios X volume de vendas, metas pouco realistas a respeito de crescimento de uma determinada região, análises incompletas… cruzar todos esses dados de forma a obter uma visão real do negócio e das oportunidades em uma determinada região é complexo, mas possível com o geomarketing.

A partir de uma análise bem estruturada, baseada na tecnologia GIS (Geographic Information System, ou Sistema de Informação Geográfica, na sigla em inglês), é possível obter um panorama detalhado das perspectivas de negócio em situações como:

– Estudos de site location, que avaliam e identificam o local de abertura de uma nova loja ou agência,

– Estudos de potencial da rede existente, normalmente utilizados para gerir e avaliar desempenho de lojas ou agências;

– Segmentação geográfica para ações de marketing direto;

– Estudos vocacionais para identificar a vocação de um terreno ou espaço;

– Estudos de qualificação de mailing com base em localização ou proximidade;

– Definição de territórios de vendas;

– Identificação de áreas de potencial para colocação de marketing de rua, entre outros.

Ou seja, é possível determinar o sucesso de uma determinada iniciativa ou negócio a partir da análise oferecida pelo geomarketing. Acima de tudo, a interpretação correta dos dados ganha valor frente à oferta tecnológica ou a abundância das informações. É preciso buscar organizações e empresas que tragam consistência e visão às informações, alinhadas às necessidades do seu negócio.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *