Existem algumas tendências globais que estão apresentando casos sem precedentes de estudos de geografia no mundo. Cada uma dessas tendências também contribui para transformar os mercados, alterando a maneira como a inteligência geodemográfica é desenvolvida e aplicada nas empresas. Veja a seguir quais forças impulsionam o estudo da geografia no mundo:

1. Geo-consciência

O mundo enfrenta desafios complexos que são de natureza global, mas que também afetam cada vez mais a vida cotidiana dos indivíduos. Hoje em dia, questões como o controle da taxa de natalidade, imigração, energia e instabilidade política são questões que geram impacto sobre um governo, a economia das nações e comunidades locais. Outros setores, como a agricultura e a pesca sustentável, ganham cada vez mais importância em um contexto humanitário que necessita garantir o abastecimento de alimentos nos países. A ponta do iceberg urbano, que revela apenas uma fração dos problemas de infraestrutura de uma cidade, está começando a ganhar maior visibilidade em razão do aumento das demandas populacionais por serviços e estrutura de qualidade.

Estes desafios já se tornaram parte da consciência pública e conversação diária da sociedade e grandes organizações. Há uma forte conscientização de que esses problemas são graves, afetam as vidas cotidianas das pessoas e consomem enormes quantidades de tempo e energia – mas que precisam ser resolvidos. Também há uma crescente percepção de que esses problemas ocorrem em todo o planeta, em múltiplas escalas, com distribuições, padrões e componentes temporais espaciais específicos.

2. Geo-localização

A sociedade está evoluindo rapidamente para uma era onde tudo na vida será geolocalizado. A partir de smartphones e tablets; por meio de câmeras que gravam trânsito, pessoas ou lugares de estacionamento; e com o uso de satélites e sensores de gravação da qualidade da água e previsão do tempo, todos os dispositivos servirão para transmitir dados sobre uma localização. Com o tempo, esses dispositivos vão ser facilmente utilizados para o mapeamento mercadológico por empresas e gerar inúmeras oportunidades de negócios.

3. Geotecnologias

Até um tempo atrás, os dados geoespaciais, ferramentas, métodos e dados geodemográficos eram utilizados apenas por poucos profissionais envolvidos com áreas científicas e sistemas avançados de GIS. Hoje, milhões de mapas e imagens de satélite são vistos por hora por muito mais pessoas. O GIS está migrando para um software baseado em nuvem como um modelo de serviço. Ferramentas geográficas, mapas e dados espaciais tornaram-se disponíveis instantaneamente no campo, em veículos, e em laboratórios de pesquisa em praticamente qualquer lugar. Estes mapas digitais tornaram-se o tipo mais comum de mídia do século 21. Com o crescimento de dados provenientes de dispositivos e plataformas geotecnológicas, os empresários estão se tornando mais conscientes do valor dos mapas na aplicação corporativa.

Será que essas tendências que ocorrem hoje vão ser suficientes para gerar e manter o interesse do público, políticos e administradores? Será que finalmente o uso da geografia se tornará uma aplicação mais respeitada para a tomada de decisão nas empresas?

Quer saber mais como a Cognatis pode ajudar a trazer inteligência de mercado para a sua empresa? Acompanhe a Cognatis pelo Linkedin e saiba como aplicar estudos de geomarketing ao seu negócio.

Com Directions Mag

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *