Será que a “arte” de administrar uma empresa se tornará um dia uma “ciência”? Nas  últimas décadas, o perfil do executivo mudou de maneira importante  com a maior profissionalização da carreira e popularização de programas de MBA. Cada vez mais, empresas valorizam  profissionais com habilidades quantitativas e analíticas para cargos de liderança. Além disso, no mesmo período observamos a  proliferação de processos analíticos na tomada de diversas decisões táticas e estratégicas. No artigo “A Cientifização dos Negócios”, publicada pela ABEP, Reinaldo Gregori e Fernando Link, da Cognatis, apresentam exemplos de como métodos analíticos anteriormente pouco conhecidos em organizações empresariais podem vem sendo utilizados para agregar valor a empresas do setor financeiro. Vale a leitura e reflexão.

A Cientifização dos Negócios: Visäo Geral e Estudo de Caso para o Setor FInanceiro

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *