Uma organização que conta com múltiplas fontes de dados combinadas com a tecnologia de informação geográfica (GIS) pode enxergar novas perspectiva dentro do mercado em que atua. Mas fazer as perguntas certas não basta se você não puder contar com uma ferramenta que contenha as informações relevantes para o negócio. Confira a seguir alguns casos práticos de aplicações de geomarketing que fizeram a diferença em um negócio:

Apontar o desperdício da cadeia de abastecimento

Gestores da empresa Con-way Freight, uma unidade de transporte de mercadorias e serviços de logística americana, utilizam a inteligência geográfica para identificar as fontes e causas de prejuízos em suas rotas de caminhões. Ao analisar a localização de destino e a trajetória de seus veículos com base nos dados fornecidos pelo GIS, como o congestionamento do tráfego e rotas de viagem, a empresa pôde identificar onde e quando o tempo é desperdiçado (como quando o galpão de um cliente está fechado ou ocupado com outras entregas) e se o dinheiro é jogado fora (tal como quando o motorista entra em velocidade reduzida devido ao alto tráfego na hora errada). A capacidade para identificar as fontes de desperdício gerou melhores resultados para empresa – e contribuiu para melhorar a condição de trabalho entre os caminhoneiros.

Aumentar visitas de consumidores em shopping centers

O Cumberland Marketplace Sul, um shopping center localizado nos Estados Unidos, foi construído em uma região interiorana. O proprietário percebeu a baixa frequência de visitação de consumidores no local. Uma organização de inteligência geográfica enfim foi contratada para analisar ​​dados demográficos e dados econômicos similares ao da região em que o shopping estava localizado, e por fim, encontrar novos negócios que apresentassem faturamento positivo e acima de média. A análise identificou a Planet Fitness, uma marca de academias e que se mostrou um bom negócio para ser incorporado à lista de lojas e serviços do shopping. A academia de ginástica mudou-se para o shopping e, como resultado, o centro comercial sentiu a diferença no crescimento do negócio.

Starbucks planeja estoque para grandes eventos

A multinacional Starbucks também utiliza inteligência geográfica não só para selecionar locais para novas lojas em áreas demográficas promissoras, mas também para mapear mudanças repentinas no potencial de consumo próximo às redes existentes. Ou seja, dependendo de cada região e época, a Starbucks se prepara para atender a diferentes eventos que ocorrem próximos às lojas, com base em informações geodemográficas, de modo a preparar seu estoque com antecedência para vender grandes quantidades de seus produtos.

Com Information Week

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *