A tecnologia GIS (Geographic Information System) não é nova, mas muitas empresas ainda não descobriram os benefícios ao negócio que a estratégia pode trazer. Em muitas grandes empresas o GIS tornou-se essencial para se obter uma visão mais acurada das operações – da mesma maneira que há 40 anos os sistemas financeiros transformaram a gestão das empresas – o GIS está provocando, também, uma revolução.

No Brasil, talvez essa revolução tenha sido mais tímida pela visão de que as soluções seriam caras, ou restritas somente a grandes empresas, o que não é verdade. Hoje em dia os fornecedores desse tipo de serviço têm modalidades comerciais que se adequam a variados segmentos e portes de negócio. No setor privado, há vários exemplos, que incluem desde o varejo, como no setor farmacêutico, e serviços, como postos de combustível e TV por assinatura.

Veja quais outros benefícios o GIS pode trazer à sua empresa:

1. GIS reduz custos e melhora a eficiência do negócio. Um dos casos mais conhecidos é o da Sears, que implementou o GIS na sua operação logística, tendo como resultado uma melhoria enorme na operação. A empresa reduziu o tempo de entrega em cerca de 75% ao otimizar suas rotas, o que acabou gerando uma economia de até 15%.

2. GIS melhora a comunicação com o seu prospect em potencial. A tecnologia permite que você realmente faça uma segmentação assertiva na hora de se comunicar com o seu público de interesse. Ao traçar o perfil do seu público, por meio de uma segmentação efetiva de mercado, é possível desenvolver um planejamento de comunicação mais específico, que realmente fale a respeito das necessidades do seu público – ou que crie novas necessidades, a partir do seu perfil sociodemográfico.

3. O GIS ajuda no mapeamento histórico das informações. Um excelente exemplo é o caso de muitas hidrelétricas brasileiras. São centenas de milhares de quilômetros que precisam ser constantemente mapeados e monitorados – há novas construções proibidas nos locais de reserva natural? Houve mudanças no aspecto geográfico do entorno? Qual é o perfil populacional das cidades impactadas pelo reservatório e como isso tem evoluído ao longo do tempo? Essas são algumas perguntas que o GIS pode responder e que são determinantes para as estratégias de mitigação de impacto – algo que é inerente ao próprio negócio.

4. O GIS é determinante para uma melhor tomada de decisões. E isso não diz respeito apenas ao público, mas também à localização – o que, para alguns segmentos, é imprescindível. No varejo, por exemplo, a localização de um negócio pode ser responsável por boa parte do seu sucesso – ou fracasso.

Entenda como o GIS pode impactar positivamente o seu negócio fazendo o download do nosso whitepaper: “A importância do geomarketing” – e comece a planejar 2017 a partir desta estratégia.

Comentários encerrados.