Este mês estamos acompanhando os Jogos Olímpicos de Verão 2016, no Rio de Janeiro. As Olimpíadas, consideradas o maior evento esportivo do mundo, terminam no dia 21 de agosto e deixarão os cariocas em evidência por um bom tempo. Mas qual é o perfil esportista do Rio de Janeiro?

Segundo dados do GEOpop® Cognatis, a maior base de informações voltada para aplicações de geomarketing do Brasil, o bairro da Tijuca é o que tem o maior gasto per capita com esporte no Rio de Janeiro, cerca de R$ 162,00, seguido por Barra da Tijuca, que obteve um valor de R$ 34,50, e Copacabana, com R$ 23,50. O bairro de Bangu, o segundo mais populoso do Rio de Janeiro, com mais de 243 mil habitantes, obteve o valor de apenas R$ 9,70 por pessoa.

Apesar de os gastos per capita com esportes serem maiores na Tijuca, é o bairro de Copacabana que conta com o maior número de domicílios que têm despesas com esportes (27.665), seguido de Barra da Tijuca (26.517) e Tijuca (25.517). Desses três bairros, as famílias da Barra da Tijuca são as que mais gastam com o esporte, cerca de R$ 176,89 cada uma, enquanto os domicílios de Copacabana gastam R$ 143,08 e da Tijuca, R$ 134,52.

O destaque fica para o bairro carioca Jardim Botânico. Com uma população de pouco mais de R$ 18 mil, o bairro é o que conta com o maior valor de gastos com o esporte pelas famílias que contam com essa despesa, cerca de R$ 246,26. Quando consideramos o percentual de famílias que gastam com esportes, o destaque é o bairro da Lagoa, no qual 53,42% dos domicílios têm essa despesa.

Os gastos com esporte e o número de academias

O bairro de Copacabana, além de estar entre um dos três bairros com maior gasto com esporte por domicílio, é também o que tem o maior número total de academias (104 no total). Em seguida, aparecem os bairros de Barra da Tijuca e Campo Grande (que, entre os três, tem a maior população por academia).

A Maré, em que a renda média familiar é de R$ 1.831,59, está entre os bairros com menos academias (apenas 6). A região também é a que conta com a maior população por academia (mais de 24 mil), bem mais que o bairro da Tijuca (bairro com o maior gasto per capita com esportes), em que a renda média familiar é de R$ 9.092 e a população por academia é de 2.777.

Bairros com maior número de academias no Rio de Janeiro 2015

BAIRRO POPULAÇÃO RESIDENTE RENDA MÉDIA FAMILIAR TOTAL DE ACADEMIAS POPULAÇÃO POR ACADEMIA
Copacabana 150.310 9.940,80 104 1979
Barra da Tijuca 140.212 17.303,36 101 3011
Campo Grande 336.482 3.441,77 97 4133
Tijuca 167.854 9.092,50 89 2777
Recreio dos Bandeirantes 86.314 9.643,50 77 1464
Centro 42.161 4.202,99 64 7306
Taquara 104.208 4.715,14 59 2328
Botafogo 84.933 10.597,20 55 3295
Freguesia (Jacarepaguá) 70.607 7.318,45 49 1963
Bangu 250.780 2.736,77 44 6335
Fonte: Geopop® Cognatis

Onde está o Brasil no esporte?

De acordo com a pesquisa Diagnóstico Nacional do Esporte, divulgada em 2015 pelo Ministério do Esporte, 45,9% da população brasileira é sedentária. O número é bem maior que o de países como Índia (15,6%), Inglaterra (17%), Rússia (20,8%) e França (22%), mas coloca o Brasil em posição favorável em relação a países como África do Sul (52,4%), Portugal (53%) e Argentina (68,3%). No Brasil, a taxa de sedentarismo é maior em mulheres (50,4%) do que em homens (41,2%).

O futebol, como era de se esperar, é o esporte mais popular (76%), seguido de vôlei (21,4%), academia (4,5%) e corrida (3,8%).

O GEOpop® Cognatis reúne um amplo conjunto de indicadores demográficos econômicos e de consumo, além de também mostrar dados sobre empresas e polos geradores de fluxo em regiões de interesse. Saiba mais sobre como uma análise simples em nossa ferramenta pode fornecer importantes informações estratégicas para o seu negócio.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *