A capital da Paraíba, João Pessoa, foi apontada como uma das 10 melhores cidades para se investir em imóveis, de acordo com pesquisa desenvolvida pela “Prospecta Inteligência Imobiliária”. O estudo, na realidade, abordou apenas cidades com menos de um milhão de habitantes. A capital paraibana registra hoje 720.478 habitantes.

A região representa uma das localidades brasileiras que estão em crescimento e com potencial para investimentos. Em comparação com outras cidades, o preço do metro quadrado ainda é considerado baixo. O município também apresenta potencial enorme de expansão imobiliária, visto que ainda há muita oferta de terrenos disponíveis para construção.

Um dos bairros da capital que cresce em verticalização é o Bessa, localizado na parte norte da cidade. Esse bairro nobre foi o escolhido para passar pelo raio-x da Cognatis. Confira:

O bairro do Bessa é essencialmente residencial, mas concentra um bom número de bares e restaurantes. A população do distrito é de 13.440 habitantes, sendo que 53% são mulheres e 47% homens.

A grande maioria dos residentes do Bessa não nasceu no município, visto que registra-se 64% de moradores que vieram de outra cidade.

Estão distribuídos 5.564 domicílios na região, com 58% de apartamentos e 36% de casas. Contudo, é importante notar que do total de domicílios, 32% são alugados e 20% estão vagos.

O distrito divide-se em: 11% crianças (entre 0 e 9 anos); 14% adolescentes (entre 10 e 19 anos); 22% jovens (entre 20 e 29 anos); 31% adultos (entre 30 e 49 anos); 16% sênior (entre 50 e 64 anos); 6% idosos (65 anos ou mais).

Consta-se que, em média, há de três a cinco ocupantes em cada domicílio. A renda média familiar é de R$ 5.064 e cerca de 68% dos domicílios possuem pelo menos um carro, e 12% com ao menos uma moto.

A população desse bairro registra uma média de 12 anos de estudo, sendo que 41% dos chefes de família possuem ensino superior. Do total de residentes, 17% são solteiros; há também um porcentual alto de famílias constituídas por chefes casados com idade entre 25 e 64 anos com filhos e 2 rendas, representando 28% no bairro.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *