Fundada no dia 25 de janeiro de 1554, quando foi rezada a primeira missa no “Colégio São Paulo de Piratininga”, São Paulo é hoje considerada o centro financeiro da América Latina. Com mais de 12 milhões de habitantes, segundo estimativa de 2018 do IBGE, a cidade da garoa, como é conhecida, é a cidade mais populosa do Brasil, reunindo em seus 1.521 km2 pessoas de todas as regiões do país e de vários lugares do mundo, o que a deixa cada vez mais eclética e cheia de características peculiares.

Por falar em balaio de culturas, estima-se que São Paulo concentra o maior número de portugueses, japoneses, libaneses e italianos fora de seus respectivos países de origem. Pesquisas levantadas em 2015 pelo IBGE sobre estrangeiros que vivem de modo permanente na capital mostram que há mais de 100 mil habitantes portugueses, quase 50 mil japoneses, 33 mil italianos, 26 mil espanhóis e 24 mil chineses.

Mas a população diversa é apenas uma das incríveis curiosidades que a cidade acumula. Quer ver?

É muita gente na Paulista!

Com quase 3 quilômetros de extensão, a Avenida Paulista corta 6 bairros diferentes e é maior que a Champs-Élysées – principal avenida de Paris, onde está o Arco do Triunfo. Ela que já teve o nome Carlos de Campos, por anos foi o coração financeiro do Brasil, posição que atualmente divide com a Faria Lima, berço dos Farialimers. Sim, tem muita gente trabalhando e resolvendo negócios no local, no entanto, segundo a Secretaria Municipal de Habitação, cerca de 12 mil pessoas moram em edifícios residenciais de um dos endereços mais disputados de São Paulo.

Foi também por um acontecimento na Avenida Paulista que São Paulo entrou mais uma vez para o Guinness Book: na virada do ano de 2017 foi registrado o maior número de pessoas pulando em um pé só neste local.

Há mais ratos do que pessoas em São Paulo

De acordo com uma estimativa do Centro de Controle de Zoonoses do município, há pelo menos 15 vezes mais ratos que pessoas em São Paulo, o que significa cerca de 160 milhões de animais pelas ruas da cidade. Sim, parece assustador, mas este é um problema das grandes metrópoles. Em Nova York, por exemplo, estima-se que há sete roedores por habitante.

Vamos para São Paulo fazer compras?

No maior centro comercial da América Latina é possível comprar de tudo. De aviamentos a jogos eletrônicos, a cidade de São Paulo concentra a maior variedade de ruas temáticas, dedicadas à venda de produtos por segmento. Já na Rua 25 de março é possível encontrar de tudo um pouco e é famosa pelos preços baixos e também pela concentração de muita gente: estima-se que mais de 400 mil pessoas circulam pelo local diariamente. Na época de Natal, esse número chega a dobrar.

É em São Paulo que está também o maior shopping center em área construída da América Latina, o Centro Comercial Leste Aricanduva.

Pizza pra que te quero

A pizza é um dos alimentos preferidos dos paulistanos e um dos mais consumidos. Segundo dados da base de informações GEOpop®, da Cognatis, são 4935 pizzarias, que produzem mais de 1 milhão de pizzas por dia. Para ter uma ideia da representatividade desses números, o Rio de Janeiro, que possui a metade da população de São Paulo, apresenta apenas um quarto desse consumo. Veja abaixo quais são os distritos paulistanos com o maior número de pizzarias por habitantes e quilômetro quadrado.

Distritos com mais pizzarias por habitante em São Paulo

Rank Distrito Pizzarias / 10,000 hab.
1 Mooca 1,08
2 Tatuapé 1,04
3 Bela Vista 1,02
4 Lapa 0,99
5 Cambuci 0,89
6 Socorro 0,85
7 Pinheiros 0,82
8 Belém 0,80
9 Santo Amaro 0,80
10 Santana 0,79
* Apenas distritos com 20 mil habitantes ou mais
Fonte: GEOpop® 2020

Distritos com mais pizzarias por área em São Paulo

Rank Distrito Pizzarias / Km2
1 Bela Vista 27,83
2 Santa Cecília 16,17
3 República 13,74
4 Tatuapé 12,58
5 Liberdade 12,07
6 Mooca 11,83
7 Cambuci 10,15
8 Vila Sônia 9,32
9 Campo Limpo 8,96
10 Consolação 8,96
* Apenas distritos com 20 mil habitantes ou mais
Fonte: GEOpop® 2020

Diversidade Gastronômica

Lógico que em uma cidade com tantas culturas juntas e misturadas, a diversidade de bares e restaurantes teria que ser um dos seus grandes trunfos. Em São Paulo, é possível degustar um pouquinho da culinária de cada lugar do mundo. Os números são realmente impressionantes: segundo dados da GEOpop® Cognatis, ao todo são mais de 20 mil restaurantes, 500 churrascarias e cerca de 30 mil bares, mais do que em Londres e Paris. Só de restaurantes de comida japonesa foram registrados mais de 600, que produzem todos os dias 400 mil sushis, o equivalente a quase 17 mil por hora, caracterizando-o como o segundo alimento mais popular entre os paulistanos, só perdendo, claro, para a pizza. Saiba quais são os distritos com maior número de restaurantes por habitante ou quilômetro quadrado.

Distritos com mais restaurantes por habitante em São Paulo

Rank Distrito Restaurantes / 10,000 hab.
1 Itaim Bibi 15,17
2 15,01
3 Pinheiros 14,89
4 Santo Amaro 12,44
5 Brás 11,68
6 República 11,66
7 Jardim Paulista 9,58
8 Lapa 8,69
9 BomRetiro 8,65
10 Tatuapé 8,28
* Apenas distritos com 20 mil habitantes ou mais
Fonte: GEOpop® 2020

Distritos com mais restaurantes por área em São Paulo

Rank Distrito Restaurantes / Km2
1 República 328,01
2 BelaVista 224,77
3 184,82
4 Itaim Bibi 155,16
5 Santa Cecília 145,53
6 Jardim Paulista 143,45
7 Liberdade 127,32
8 Consolação 124,09
9 Pinheiros 122,44
10 Brás 105,86
* Apenas distritos com 20 mil habitantes ou mais
Fonte: GEOpop® 2020

Tietê é o segundo maior terminal do mundo

O terminal Tietê é o maior da América Latina e o segundo maior do mundo. Cerca de 8 milhões de pessoas são transportadas por dia nos ônibus de São Paulo.

“Não sou conduzido, conduzo”

Uma cidade tão gigante em predicados, tão rica culturalmente falando, que abraça generosamente pessoas de todas as etnias e culturas e que está sempre à frente do seu tempo não poderia ter outra frase escrita em sua bandeira. “Non ducor, duco”, lema da cidade que é derivado do latim, é a grafia que juntamente com uma coroa, em referência ao Império Português; duas Cruz de Malta, representando os jesuítas e o cristianismo; folhas de café, exaltando o grão que foi um dos motivos principais para a capital ser o que é hoje e, por fim, o braço dos bandeirantes, que saíram de São Paulo desbravando o Brasil, compõem a linda bandeira paulistana.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *